Agape do Brasil
Atendimento: (11) 2476-9453
Cadastre-se | Agape Do Brasil    Facebook | Agape Do Brasil Twitter | Agape Do Brasil You Tube | Agape Do Brasil Linkedin | Agape Do Brasil Google Plus + | Agape Do Brasil Blog | Agape Do Brasil

Palavra, Intuição e Poder


Cristina A Schumacher
Cristina A Schumacher é escritora, coach, palestrante, tradutora, avaliadora e empresária. O foco de seu trabalho é a consciência da língua. Além de português, língua materna, Cristina fala fluentemente inglês, francês, alemão e espanhol e tem conhecimentos acerca de diversos outros sistemas linguísticos. Desenvolveu o conceito da Gestão da Palavra e com ele a noção de que as palavras fazem muito mais do que comunicar. Cristina é autora de 24 livros na área de ensino-aprendizagem de idiomas. Bacharel em tradução - Inglês/Alemão/Português pela PUCRS, e Especialista em Marketing e Mestre em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da UFRGS, Cristina tem ainda formação em StoryTelling com JamesMcSill pelo McSill Studio, Reino Unido. Com certificados de proficiência em vários idiomas, Cristina trabalhou em institutos de idiomas, tendo criado o Senac Idiomas no Rio Grande do Sul, e atuou também como docente em algumas universidades. Foi membro do Departamento de Ciências Administrativas da UFRGS. Desde 1997 dirige também sua empresa, a Alinca Comunicação Internacional. Coaching para aprender inglês Is that a thing? It is. Em 10 horas você pode aprender e entender o que anos de cursos de inglês não conseguiram te ensinar. Como? Cristina Schumacher desenvolveu as ferramentas Questiontool© e Gramática Intuitiva© a fim de ensinar inglês de um jeito novo: a partir da língua que nascemos falando. Pensando sobre as palavras e o que elas fazem, a coach Cristina conscientiza sobre semelhanças e diferenças entre inglês e português, sem tradução!, e faz você entender inglês a passos largos. O método consegue estabelecer um caminho inédito que empodera e desenvolve autonomia comunicativa. Nada de Open your book on page.... Sem fazer uso de livros texto, e sim trabalhando com conteúdos diretamente relacionados com a área de interesse do aluno, com essas novas ferramentas acontece um desbloqueio. Os traumas ficam para trás e o processo de aprendizagem é reconstruído.



Liberte-se das regras e tome posse da língua que você fala - o que quer dizer isso? Primeiro é bom entender o que são regras, no contexto da aprendizagem de uma língua. Aqui, regras são as formas desejáveis de usar as palavras. Como aquelas frutas e verduras bem mais caras no supermercado,  são usos selecionados, escolhidos, e não necessariamente naturais. Acontece que usamos as palavras naturalmente, no dia-a-dia. Se for da prática da nossa comunidade comunicativa não se preocupar muito com a posição de um pronome, ou com uma conjugação precisa, não faremos isso. Pois fazê-lo vai nos distanciar uns dos outros à medida que não soaremos naturais. Isso não quer dizer que as regras não têm seu lugar, mas voltando ao exemplo das frutas selecionadas, não enchemos o carrinho do supermercado apenas com itens importados e delicatessen, não é verdade? 

Por que falar em libertar-se? Porque quando ficamos restritos à noção de que saber uma língua é apenas conhecer suas regras, reduzimos gravemente nossa visão acerca desse tema e a margem de ação que dela resulta. E isso é muito pior do que parece. Porque a língua que falamos é o nosso recurso mais eficaz, rico e transformador. Usando as palavras não apenas nos comunicamos, mas damos vida e personalidade a nossa comunicação, nossa relação conosco, com os outros, com a realidade. Usando as palavras sempre fazemos escolhas e atribuímos um valor e uma importância a algumas coisas em detrimento de outras. Assim a liberdade de nos sentirmos donos da língua que falamos - portanto não estritamente preocupados com suas regras - determina nossa margem de escolhas em nossa relação com o mundo e a constroi.

Poder olhar e apreciar o uso das palavras como ele é feito nos permite não apenas entender esse mecanismo chave em nossas vidas, a comunicação verbal, como também nos fornece a condição para nos desenvolvermos. É a condição básica para melhorarmos de forma realista, se assim desejarmos. Pois estamos partindo do que é, que nesse caso é como realmente nos comunicamos, e não do que queremos que seja, ou ainda do que as regras nos ditam. Se a maioria dos brasileiros acha que fala português errado, ou que nem ao mesmo fala português e sim um arremedo de idioma sem valor, como melhorar? De onde se parte quando não se está em lugar algum?

A Gramática Intuitiva é a abordagem que desenvolvi para endereçar não apenas a questão do conhecimento de português por nós, brasileiros, como também, e principalmente, para nos ajudar a aprender rapidamente uma língua estrangeira como o inglês, por exemplo.  É um caminho revolucionário, revelador e libertador. Trata-se de um recurso de conscientização e transformação. Através do domínio simples e acessível das palavras, o principal benefício da Gramática Intuitiva é o de nos dar o poder de fazermos escolhas com elas, as nossas palavras, sentindo-nos livres e capazes para isso.

 






Digite sua busca:



Saber ou não saber português – do que estamos falando de verdade?
QUEM SOMOS NÓS? É MELHOR PERGUNTAR DO QUE RESPONDER...
Palavra, Intuição e Poder

Facebook | Curtir



REDES SOCIAIS

Facebook
Facebook
Twitter
Twitter



Linkedin
Linkedin
Youtube
Youtube



Agape do Brasil

AGAPE DO BRASIL
R. dos Três Irmãos, 201 - sala 56/57
Cep: 05615-190 – Morumbi - São Paulo - SP
Telefone: 11-2476-9453 | 98533-2998


© 2017 AGAPE DO BRASIL - Todos os direitos reservados.
Agência Criativa Imagem | Publicidade | Criação de Sites