Agape do Brasil
Atendimento: (11) 2476-9453
Cadastre-se | Agape Do Brasil    Facebook | Agape Do Brasil Twitter | Agape Do Brasil You Tube | Agape Do Brasil Linkedin | Agape Do Brasil Google Plus + | Agape Do Brasil Blog | Agape Do Brasil

FAMÍLIA, PATRIMÔNIO E EMPRESA – OS TRÊS ATIVOS DA FAMÍLIA EMPRESÁRIA


Manoel Knopfholz
Oriundo e nascido em Empresa Familiar, Manoel Knopfholz acumulou vasta experiência nesta área. Advogado e Professor Universitário há mais de 39 anos, é especialista em Empresas Familiares onde tem exercido funções executivas e diretivas, além de integrar o Conselho de Governança em muitas delas. Em Curitiba, foi o fundador do IBMEC, integrante do Conselho de Administração da URBS, Diretor da FAE Business School, atualmente é Diretor do Núcleo de Ciências Humanas e Sociais e Coordenador do Comitê de Assuntos Internacionais da Universidade Positivo, além de Diretor e Sócio da BRAIN Bureau de Inteligência Corporativa. Por entender a relevância social, familiar e econômica das Empresas Familiares adotou a causa da migração das Empresas Familiares para Famílias Empresárias no sentido de repassar a sua vivência, estudos e conhecimento para a preservação e perpetuidade das mesmas por gerações e manutenção dos legados dos seus fundadores



O núcleo de pessoas pertencentes a uma Empresa Familiar – que pretende tornar-se uma Família Empresária – convive com três ativos no seu entorno:

  • A Família propriamente dita, sobre a qual recaem as relações de parentesco (pai, mãe, filhos, genro, nora, tios, irmãos, primos etc.) e que são regradas por afinidades e laços de sangue;
  • O Patrimônio, que é o acervo de bens materiais e imateriais. Entre eles, móveis, imóveis, ações e outros, que podem ser de propriedade da família, de seus membros ou da empresa;
  • A Empresa, que trata-se de entidade organizacional cujo capital e controle são da Família e que pratica uma operação lucrativa na área industrial, comercial ou de serviços.

A ESCOLHA DO CAMINHO CERTO

Na rotina das convivências entre os integrantes familiares, não é incomum a percepção e a atitude confusa em relação aos três. Afinal, o Patrimônio é das pessoas físicas ou da Empresa?

É justo comprometer o Patrimônio pessoal dos sócios em favor da Empresa? E as relações de parentesco devem ser sentidas e exercidas em função das relações patrimoniais e empresariais que os membros do núcleo mantém entre si? Como não misturar os Negócios DE Família com os Negócios DA Família? Como se percebe há momentos, quando não sempre, em que estes ativos ficam confusos e difusos entre si. O que nem sempre é evidente é que eles são, sim, muito distintos e diferentes. Por esta razão os ativos precisam ser dirigidos, conduzidos e exercidos de maneira específica, sempre com respeito às suas características.

A Família pressupõe relações movidas por vínculos afetivos, de sangue, de afinidades, de laços de parentesco que tem lá as suas características não mensuráveis por critérios quantitativos. Afinal, quanto vale o amor e afeição que nutro pelo meu irmão? E pelo meu pai? Não se mede estes afetos!

Já o Patrimônio, sim, é medido por valores quantitativos. O acervo de bens móveis, imóveis e semoventes possui um valor numérico de natureza econômica e financeira. É evidente que a lógica de sua construção, manutenção e evolução é bem diferente daquela do exercício das relações familiares.

A Empresa, por sua vez, traz consigo uma atividade que requer o exercício das ciências da gestão, contabilidade, economia, direito e marketing, entre outras. Trata-se da produção de bens e serviços de natureza especulativa e lucrativa. Ou seja, necessita de atributos de conhecimento técnico e científico.

Quando misturam-se estes três ativos na rotina familiar, a relação da família com eles, se não bem entendida, tende a levá-los para o “Triângulo das Bermudas”, também conhecido como o “Triângulo da Morte”,  onde acontece o fenômeno do desaparecimento.

PERCEPÇÃOO grande desafio da Família Empresária consiste em compreender que a Família, o Patrimônio e a Empresa são dotados de lógicas distintas. Saber conduzir estes ativos de acordo com as suas respectivas características pode evitar o desaparecimento dos três ativos – e consequentemente da empresa – num desastre sem volta.






Digite sua busca:



FAMÍLIA, PATRIMÔNIO E EMPRESA – OS TRÊS ATIVOS DA FAMÍLIA EMPRESÁRIA
Negócios DE Família x Negócios DA Família
Uma Família – Diferentes Papéis
Por que tornar-se uma Família Empresária?
Os 5 D’s da Família Empresária
Opções para preservação da Família Empresária
Criação de Conselho das Novas Gerações
A IMPORTÂNCIA DO AGENTE DE MUDANÇA NAS FAMÍLIAS EMPRESÁRIAS
Reflexões quanto ao futuro das Famílias Empresárias no Mundo
O Protocolo Familiar

Facebook | Curtir



REDES SOCIAIS

Facebook
Facebook
Twitter
Twitter



Linkedin
Linkedin
Youtube
Youtube



Agape do Brasil

AGAPE DO BRASIL
R. dos Três Irmãos, 201 - sala 56/57
Cep: 05615-190 – Morumbi - São Paulo - SP
Telefone: 11-2476-9453 | 98533-2998


© 2017 AGAPE DO BRASIL - Todos os direitos reservados.
Agência Criativa Imagem | Publicidade | Criação de Sites